Skype: BizRevolution | Fone: 11-4153-0885

« Comércio Eletrônico, nada menos que isso interessa. | Main | Quais mudanças você deveria provocar? »

04/08/2009

Pense em ser diferente e fique rico, pense em ser o melhor e fique frustrado.

Pin It

photo.jpg

100% das inovações acontecem porque as pessoas estão p da vida com alguma coisa. Mudanças não tem nada a ver com análise de mercado, estratégia e planejamento.

Você já deve ter visto aquele famoso comercial de televisão onde a Pepsi pede para as pessoas beberem de dois copinhos brancos marcados apenas com as letras A e B. Em um dos copinhos as pessoas tem Pepsi no outro as pessoas tem Coca Cola. Após experimentar os dois copinhos, as pessoas - sem saber qual é o copinho de Coca e qual é o copinho de Pepsi - escolhem a Pepsi (pelo menos é o que aparece no comercial da Pepsi). No final do teste, a Pepsi anuncia, "Tá vendo, a voz do povo é a voz de Deus, e a voz do povo tá dizendo que Pepsi é melhor que Coca Cola". No teste do quem é o melhor, a Pepsi faturou, mas, no teste da rua, do boteco, do restaurante, do supermercado, quem ganha sempre é a Coca Cola. Apesar do esforço centenário da Pepsi em virar o jogo, a Coca Cola continua nadando de braçada nos tonéis de cola.

O erro da Pepsi é tentar ser melhor que a Coca Cola. Não vai rolar. Marketing não é sobre ser o melhor - tanto porque melhor é muito relativo. Marketing é sobre ser DIFERENTE.

Vence quem for PERCEBIDO como DIFERENTE e não quem for percebido como MELHOR.

Seja DIFERENTE! Tenha CORAGEM, e seja DIFERENTE; ainda que DIFERENTE signifique tecnicamente que você seja pior que o seu concorrente. Lembre-se: pior também é relativo.

Mesmo que o resto da empresa diga que o negócio é Six Sigma, benchmarking, qualidade, corte de custos, eficiência da máquina administrativa - nada contra essas práticas; se você quer liderar algum mercado, seja DIFERENTE.

No mundo das pessoas perfeitas o melhor produto talvez vença. O fato é que não vivemos no mundo perfeito (ainda bem), mas no mundo REAL, onde o melhor produto não ganha nunca. No mundo real quem ganha é quem é DIFERENTE.

Vou falar por mim.

1. O meu smartphone é o iPhone. Teoricamente ele não é mais barato que os coreanos, e nem tem todas as funções e botões dos finlandeses. E daí? Eu não me importo. O meu smartphone é e sempre será o iPhone. Por que? Porque ele é diferente. Ele tem uma lojinha na web chamada iTunes que é diferente da lojinha quadrada da Nokia; ele tem um jeito de manusear fotos e vídeos diferente de todos os outros. A expansão das suas funcionalidades é diferente de todos os modelos existentes. Até a caixinha do produto e o seu manual de instruções são diferentes de tudo que havia sido lançado até então no mercado de celulares. Enfim, o bicho é diferente em todos os aspectos. Não sei se é melhor ou pior, e não me importo com isso, uso porque é diferente.

2. O meu notebook é um Sony Vaio. Teoricamente ele não é mais barato que o note da Dell, ou melhor que o note da HP, não me importo com isso. Na hora da compra ele venceu porque tinha uma oferta DIFERENTE. Fiquei entre ele e o note da HP, mas ele venceu porque tinha 2 gigas de memória a mais, um disco mais rápido, um brilho maior. Se ele é o melhor da parada? Não sei, não interessa, não vou visitar o site dos caras para descobrir, eu comprei porque a oferta deles era diferente. Ponto.

3. Ontem eu papei a pizza da Oficina da Pizza na Vila Madalena. Os fãs do lugar adoram a pizza de lá, os mais fanáticos dizem que a melhor pizza de São Paulo. Não, não é a melhor de São Paulo. E se for também não me importo, não dá para saber, não dá para medir. Eu fui lá porque a pizza de lá é diferente. No formato, no sabor, na aparência do lugar, na maneira que o garçom te serve. A música ambiente é diferente, a decoração do ambiente é diferente, o cheiro, as pessoas, tudo é diferente. O lugar é diferente, nem pior nem melhor, diferente. Mesmo porque a qualidade de uma pizza é diretamente proporcional ao tamanho da sua fome.

4. Dias atrás eu fui assistir ao badalado Inimigo Público com Jonnhy Deep. Na sala ao lado estava rolando um filme francês daqueles que são premiados em algum festival de Cannes por aí. Teoricamente, o filme francês sobre filosofia e questões da vida é melhor que um filme sobre gangsters. Mas e daí? Inimigo Público é dez. É melhor que o francês? Não sei, não me importo, esse não é o ponto. O filme é diferente. Filme diferente vence sempre.

5. O videogame do filho do meu amigo é o Wii da Nintendo. Os meus tempos de tarado por videogame (Megamania, Full Throtlle, Star Wars) já eram (pelo menos por hora), mas ainda assim eu sei distinguir um game graficamente melhor de um game graficamente sofrível. Os games do Wii são terríveis medíocres feios e chatos, mas estão dando uma lavada em vendas em cima dos games do XBox e Playstation 3 com seus gráficos melhores e de alta qualidade. Por que? Porque todo mundo quer saber o que tem de tão diferente nesse tal de Wii. É como as sandálias Croc, tão diferentes que eram, viraram febre mundial, e agora, sumiram.

6. A luminária que fica debruçada sobre o meu notebook é de uma marca xingue-lingue safada meio profissa comprada duas semanas atrás na C&C Materiais de Construção. Eu não comprei a luminária mais barata, ou a mais cara, ou a de melhor qualidade. Eu comprei a luminária que tem uma envergadura X que me permite debruçá-la sobre o meu notebook. A luminária é meio feinha, 40% mais cara que as outras que estavam em exposição, mas é diferente de todas as outras na sua capacidade de envergar (será que existe esse verbo? Não sei, mas é um verbo diferente).

É claro que eu encontraria luminárias mais baratas que a luminária que eu comprei no shoppping na C&C se eu tivesse investido duas horas do meu tempo para camelar no shopping da 25 de março. É claro que eu encontraria luminárias mais baratas que as luminárias da 25 de março se eu camelasse por duas horas no bairro do Brás. É claro que eu encontraria luminárias mais baratas que as luminárias do Brás se eu camelasse por duas horas na Santa Ifigênia. Mas quem realmente faz isso? Quem realmente esgota todas as possibilidades de comprar o produto mais barato antes de fechar uma compra? 0,5% da população? E ainda assim podemos sempre encontrar opções mais baratas que as opções mais baratas.

Você sempre vai encontrar um peixe maior ou mais barato no oceano se você procurar. Mas eu simplesmente não tô afim de fazer uma peregrinação como essa para comprar uma luminária. Venceu quem tinha a envergadura diferente.

Vence sempre quem é DIFERENTE, e não quem é melhor.

A verdade é: EXISTE POUCA OU NENHUMA COMPARAÇÃO de produtos no ponto-de-venda. O cliente compara no máximo duas ou três características e olhe lá. Na grande maioria dos casos o cliente não entende nada do que está sendo falado pelo vendedor, pelo material do ponto de venda ou pela embalagem do produto. Na grande maioria dos casos o cliente escolhe o produto a partir de uma ÚNICA DIFERENÇA.

Nunca foi tão difícil comprar uma televisão. Veja o nome de um dos modelos de televisores em exposição nesse momento no Submarino: Televisor 29" Ultra Slim Line com Crystal Clear 29PT9467C Philips. Se o nome não ajuda, as especificações técnicas são um show de horror, confira: Smart Picture, Smart Sound, Imagens naturais expandidas em tela cheia 4x3, Entrada Vídeo Componente, Entrada S-Vídeo, Incredible Surround, Processamento de imagens 50Hz, 60Hz Analógico, Fácil de usar Controle Smart Picture e por aí vai.

Depois a Philips não entende porque iPod e iPhone vendem mais que os produtos deles.

A estratégia de ser melhor que o concorrente leva você a fazer seis coisas porque o concorrente faz cinco coisas.Leva você a oferecer seis lugares porque o concorrente oferece cinco. Leva você a vender por 98 reais porque o concorrente vende por 99 reais.

Pare de pensar sobre ser melhor que os outros. Vence sempre quem é DIFERENTE.

O melhor morre estressado, o diferente vive, cresce, sorri, respira e se diverte.

O mundo dos negócios é coisa para maluco. Seja maluco!

Aproveite o momento quadrado em que vivemos para ser maluco.

Estamos cercados de pessoas conservadoras. A juventudade de vinte e poucos anos é ultra conservadora. Pergunta para eles o que eles querem mudar, e você vai obter uma resposta do tipo, "eu quero mudar a versão do meu ipod, eu quero mudar o tamanho da televisão do meu quarto, eu quero mudar de nariz, de namorada, de carro".

Aproveite essa maré de conservadorismo em que vivemos que diz que devemos levar tudo com calma, sem provocar rupturas, desentendimentos, blá blá blá, e seja louco, maluco, esquisito, DIFERENTE.

Por onde começar?

100% das inovações que você vai provocar na sua vida vão acontecer porque você tá p da vida com alguma coisa. Mudanças não tem nada a ver com análise de mercado, estratégia e planejamento. Inovação, mudanças, tem a ver com RAIVA, SANGUE QUENTE. Steve Jobs tava p da vida com os fabricantes de CDs jurássicos por não terem a capacidade de inventar alguma coisa prática para ajudá-lo a carregar os milhares de CDs que ele tinha na sua casa; então ele foi lá e inventou o iPod.

Portanto, comece por mudar as coisas que te deixam p da vida.

O mundo em que vivemos tá muito quadrado. O discurso da direita é igual o discurso da esquerda que é baseado no discurso do centro. Os ambientalistas querem as mesmas coisas que os presidentes das instituições financeiras. O roqueiro cabeludo canta a mesma letra de corno cantada pela dupla sertaneja. O teu avô quer a mesma coisa que você. Até com a sogra você já tá concordando 100%. Para complicar, o bandido tem cara de polícia, o político tem cara de padre, o padre tem cara de político.

Que mundo chato!

Saudades dos anos oitenta. A década das Diretas Já, o único movimento de mobilização nacional que realmente conseguiu alguma coisa nas últimas décadas. Saudades dos anos oitenta; a década dos grupos musicais bregas que tinham alguma coisa interessante para dizer além de cantar música de corno. "Tô P da Vida" foi título de música cantada aos domingos no Faustão, Gugu e outros bichos. Se você não viu, confira o clip da música no site da BIZ.

Bom, deixa eu baixar a minha bola e tirar o meu time de campo. O negócio agora é teamwork, democracia, inteligência emocional, relações interpessoais, politicagem, tapinha nas costas, six sigma, flip chart, visão, missão, valores, planinho, tudo certinho, tudo combinadinho, tudo coloridinho.

Boa sorte para você! Eu quero ver qual será a bela desculpa que você vai dar ao seu filho quando ele te perguntar o quê você estava fazendo quando o Lula disse que o Sarney tinha que permanecer no Senado, e você concordou com o Lula.

Ou

Qual vai ser a bela desculpa que você vai dar para os seus filhos quando eles te perguntarem qual foi a inovação que você criou naquela "empresa que tinha que atender as necessidades dos clientes, colaboradores, trabalhar pelo bem estar social, desenvolver produtos de qualidade que atenda as necessidades dos nossos acionistas, visando o comprometimento de todos os nossos colaboradores com a excelência da execução dos nossos serviços embasados pelos projetos coordenados pela comitê para assuntos que não tem nada a ver com nada".

A pergunta é: quais mudanças você deveria provocar no mundo perfeito que você vive?

QUEBRA TUDO! Foi para isso que eu vim! E Você?

TrackBack

TrackBack URL for this entry:
http://www.typepad.com/services/trackback/6a00d83451bad569e201157159e197970c

Listed below are links to weblogs that reference Pense em ser diferente e fique rico, pense em ser o melhor e fique frustrado. :

Comments

Feed Você pode acompanhar essa conversa ao assinar comment feed for this post.

Falou tudo!

Bah!!

Abraço.

Átila Ebenriter

Ô minha anta (se o mainardi pode ter uma, eu também posso), e quanto aos mercados de suco e chá nos quais a Pepsi tá dizimando a coca?

Forte abraço,

Gabriel Peixoto
Rogers, na bunada num vai dinha???

Eu ultimamente só venho ao blog, por causa do Gabriel, os posts do Jordão são os mesmos, mas as piadas do Gabriel são diferentes.

Jordão é melhor que o Gabriel, não sei, não tem como medir, não me importo, entre os posts do Jordão que me fazem refletir e os "posts" do Gabriel que me fazem rir, ultimamente estou preferindo os do Gabriel.

Ou seja, Jordão está ficando Boring-to-Boring? Não sei.

Mas que o Gabriel pensa diferente.... aaaaaa... isso ele pensa.

hehehehe

Que post sinistro....

Ser diferente é o cara levantar todo dia, sabendo que 40% do seu lucro é do seu acionista majoritário GOVERNAMENTAL, lavar a face cansada e ir pro trabalho pensando em como vai bater sua meta, seu objetivo, e receber no fim do mês com todos os descontos possíveis, seu dinheiro e ainda assim dizer que é feliz por ter a dignidade de trabalhar num país onde muitos querem é ficar a toa às custas de outros.

Essas baboseiras de qual é meu celular, minha pizzaria, meu carro, meu vaio, fala sério... isso é pra elite.

Cara... não tinha lido o post todo... li apartir so comentário da Lu.

Meu, quanta boiolice... coisa de menino "birrento"

- NÃO ME IMPORTA!!! E DAÍ CARA DE SACI!!! EU QUERO, EU QUERO E EU QUERO!!!

Não me importa se os vídeos são toscos, a Elen é uma inútil e o Enrico é um bbzão: EU QUERO QUE SEJA ASSIM E PRONTO!!!

Que Mané. Eu hein...

Forte abraço,

Gabriel Peixoto
cada figura...

Se você pretende comprar um produto, deve SIM buscar informações sobre sua especificação e diferenciais sobre os produtos concorrentes. Do contrario estará sujeito a comprar um produto que não lhe atenda em todos os sentidos. Isso acontece devido ao modismo criado pelo marketing que eleva o produto a um status muito superior ao que ele realmente é.
Pela emoção você acaba comprando o produto mais bonitinho, pela razão, vc compra o mais eficiente.

abs,
Bruno Antunes

Ricardo,

O "Teste cego" onde a Pepsi se da melhor que a Coca-Cola, foi abordado em um livro - não me recordo qual - demonstrando o quanto uma empresa pode ser "cega" por causa de um estudo científico.

Devido a esta pesquisa a Coca-cola resolveu mudar a sua fórmula tradiconal criando a NEW COKE - alguem se lembra??? - levemente mais parecida com a da concorrente, fato que se mostrou um grande fracasso. Houve resistência por parte dos consumidorese e após algum tempo constatou-se que um problema nesse estudo era a "amostra" utilizada.

No "Teste do gole" a Pepsi levava um pequena vantagem por ser mais doce, mas como a maioria das pessoas não bebe apenas um gole, mas sim uma garrafa ou lata, a Coca-Cola tinha maior aceitação no mercado.

Ser diferente é apenas uma parte para se manter no mercado.

Abs

Existem vários fatores que podem influenciar nos resultados

Muito bom este post! Nada como pessoas que provocam a gente, e dão aquela sacudida na poeira!

Valeu, Ricardo

Robson,

Interessante essas informações! De qualquer forma a muito tempo há PEPSI mudou sua estratégia de imitar a Coca Cola. Agora, ou há um bom tempo, ela prega o oposto a tradição; "questione, mude, beba PEPSI".

Abs,
Samer

Muito bom o post!! Agora o verdadeiro cocolátra sabe distinguir uma pepsi de uma coca, eu sei logo qd me servem refrigerante preto de outra marca, como pepsi,dore cola, etc.

Roberta,

03 moças tomavam um picolé numa praça. Uma mordia, outra lambia e outra chupava.
Sabes diferenciar qual a casada???


Forte abraço,

Gabriel Peixoto
Sabe diferenciar uma "coca" de uma "pepsi"... era só o que me faltava...

Ah, a casada era a de aliança.

Ser diferente ou não ser , eis a questão?

Acho que provocar nas pessoas o refletir de qto tempo vc vai se manter fazendo as mesmas coisas é válido. Até pq tem coisa que é igual e é bom:
- o semaforo é igual desde 1900
- pipoca
- o juramento do casamento
- o hino nacional e por ai afora
mas podem ser reinvetados, adaptados, ...
em se falando de produtos, vale a reflexão do que manter, do que mudar e mais do que isso PQ e COMO.
Existem 2 tipos de inovação: aquela que é simplesmente responder a uma pergunta antiga e outra fundamentalmente que cria novas questões"Kip Garland Inovation Seed
Eu tô questionando, Ricardo tb e vc, questine-se
LÏBIA : )

O Ricardo voltou à carga hoje. A turma está animada por aqui.
Essa coisa de ser diferente é importante. Tá tudo muito igual. Não existe mais pensamento diferente. Não existe oposição.
Ficou chato pensar diferente. Estranho isso.
Vale a pena se questionar.
A mídia padroniza tudo. Fica tudo igual.
A novela dita as gírias e todo mundo quer saber qual é a mais nova.
Todo mundo quer andar na moda e coisas assim.
Vamos falar do futuro e de como construí-lo hoje. A turma toda tem acesso ilimitado à informação, o que eles vão fazer com isso? Ninguém tem mais tempo de ajudar ninguém....

Enquanto isso. Cuide da sua grana, guarde 10% todo mês...

O Ricardo voltou à carga hoje. A turma está animada por aqui.
Essa coisa de ser diferente é importante. Tá tudo muito igual. Não existe mais pensamento diferente. Não existe oposição.
Ficou chato pensar diferente. Estranho isso.
Vale a pena se questionar.
A mídia padroniza tudo. Fica tudo igual.
A novela dita as gírias e todo mundo quer saber qual é a mais nova.
Todo mundo quer andar na moda e coisas assim.
Vamos falar do futuro e de como construí-lo hoje. A turma toda tem acesso ilimitado à informação, o que eles vão fazer com isso? Ninguém tem mais tempo de ajudar ninguém....

Enquanto isso. Cuide da sua grana, guarde 10% todo mês...

Boa tarde Galera...

Faz um tempinho que não venho aqui;

Realmente considero a Pepsi diferente.

Tem o maior faturamento que a Coca-Cola. Investiu em outras áreas ao invés de se tornar a melhor numa área.

O que interessa é o dinheiro no bolso e a sugestão do Cleber Miranda.

Abraços.

DNL LCH
Santa e Bela Catarina.

Pessoal, após 15 anos de mundo corporativo e vendo muitos executivos jr, pl, sr, 1st line e presidentes fazendo sempre o mesmo jogo de p&l, resultado de curto prazo a qualquer preço mesmo que este preço seja o crescimento de valor da sua marca, devo concordar com o argumento do autor. Inovar é ser diferente pois ser melhor significa ficar se comparando.
Estou particularmente me forçando a inovar. Que venha o sucesso.

Polêmicas a parte o post deveria ser lido por muita gente. O que vale aqui é o beliscão pra gente pensar fora da caixa, fora da zona de conforto, do mundinho fechado onde enxergamos e somos percebidos sempre dentro dos mesmos parâmetros, onde as pessoas fazem tudo igual. Nesse contexto, existe a errada impressão de que fazer mais e melhor é o que conta. Eu concordo totalmente que fazer diferente é o que cria referências. Se desejamos reconhecimento, sermos notados, inovar, fazer diferente é o caminho.

Luiza,

Desista. Este blog, a exemplo de muitos, é infestado de jovens medíocres ou covardes.

Quando somos crianças, aprendemos (dentre outras coisas) que o Índio "não se adaptou a cultura da cana de açucar", que os bandeirantes eram "heróis" e que foram os movimento abolicionistas que conseguiram a "libertar os escravos".

A maioria de nós, na fase adulta, continua a acreditar que a matrix posta a sua frente é a mesma. Um pequeno grupo, questiona e descobre que uma cambada de vagabundos mandados por portugal queria obrigar o índio a ser subserviente, que bandeirantes eram assassinos frios e sanguinários e que a escravatura caiu pela necessidade de consumidores que a Europa passou a ter.

Forte abraço,

Gabriel Peixoto
E isto é o blog da "revolução". Inúteis. Vocês são uns inúteis.

Gabiroba...

Sempre disse aqui que você tem conhecimento, mas usa-o do avesso.

Você sempre está nessa, não troca a posição. Você conhece o Kama sutra?

Firme aperto de mão.

DNL LCH
Santa e Bela Catarina.

Gaaaaabiiirolaaaaaaaaaaaaaaaaa...
E vc é o q? um grande motherfucker q cópia posts de outros e cola aki como se fosse, sem fazer referências... LADRÃO!!!!! rsrsrs...

Chute no saco...

msz

Já estou neste mercado há quase 30 anos e cansei de ouvir conceitos, palavras bonitas e tanta baboseira que até perdi a conta.
De fato nós trabalhamos com pessoas e pessoas são únicas e por isso não dá pra ter regras, porque você não controla a reação de ninguém, às vezes nem a sua.
Eu tenho uma empresa de marketing e trato cada cliente como um pessoa, com necessidades e desejos únicos que vendem produtos para outras pessoas e não há técnica que ensine a se colocar no lugar do outro se você não está disposto a arriscar.
Belo post!
Abraços a todos

Realmente, a diferenciação é primordial para alguns players do mercado... Mas não para todos.

Qualquer categoria mercado, ao longo do tempo acaba se fracionando em 3 tipos de concorrentes:
1) O Líder de mercado
2) O Vice-Líder
3) Os outros

O líder de mercado deve sempre seguir o seu planejamento de longo prazo, se esforçando para ser permanentemente o melhor da sua categoria.

O Vice-líder deve sempre copiar o líder, e por não ter os mesmos custos de desenvolvimento, deve oferecer um produto levemente inferior e a um preço mais barato.

O restante dos concorrentes dessa categoria irão perecer. A unica saída para eles é a DIFERENCIAÇÃO, citada aqui neste artigo. Se conseguirem se posicionar em uma nova categoria, eles estarão na condição delíderes, e poderão ditar as regras.

É melhor ser o líder de uma categoria menor, do que ser terceiro colocado em uma categoria maior.

www.etimos.com.br

Post a comment

Os Comentários no Blog da BIZREVOLUTION são moderados. Por favor participe da conversa com comentários construtivos. Não é porque você está escondido atrás de um teclado que você pode bancar o machão. Você PODE e DEVE DISCORDAR das nossas idéias o quanto quiser. Apenas não toleramos que você humilhe as pessoas para defender as suas idéias. Comporte-se na internet da mesma maneira que você se comportaria na frente do seu cliente mais importante. Se você tem a necessidade de bancar o troll na web, recomendamos uma terapia. O seu comentário será liberado em alguns instantes.

Se você tem uma conta TypeKey ou TypePad, por favor Sign In


BUSCA

GRÁTIS!

Cadastre o seu email para receber os nossos últimos artigos no e-news QUEBRA TUDO!


Direto das Trincheiras!


COMENTÁRIOS RECENTES

Você já leu o QUEBRA TUDO?