Skype: BizRevolution | Fone: 11-4153-0885

« O Dia do iPhone 5 foi o dia do iPhone 4S. | Main | Os Melhores Momentos do Steve Jobs. »

05/10/2011

5 Razões porque o mundo dos negócios vai sentir falta do Steve Jobs

Pin It

"Você pode encarar um erro como uma besteira a ser esquecida, ou como um resultado que aponta uma nova direção". Steve Jobs

Morreu Walt Disney.  

Morreu O cara que mudou o mundo nos últimos 30 anos.  

Eu sabia que O cara estava morrendo, mas mesmo assim, eu chorei.  

Eu não estaria escrevendo e me divertindo na minha própria empresa se não fosse pelo Steve Jobs.  

A indústria INTEIRA da microinformática não estaria de pé hoje se não fosse pelo Steve Jobs. 

Se não fosse o Steve Jobs, o microcomputador teria tomado um rumo maçante, sem inventividade, sem qualquer graça, sem prazer, sem alegria, sem rebeldia.  

Se não fosse o Steve Jobs, o microcomputador teria se tornado uma simples ferramenta de trabalho como um elevador, um ar condicionado, uma mesa de trabalho, ou um copo de plástico.  

Se não fosse o Steve Jobs, não haveria computadores nas nossas casas, não haveria razões para brincar com um computador. A internet estaria restrita ao mundo acadêmico, ou servindo ao exército americano.  

Foi o Steve Jobs que percebeu que o computador poderia se tornar a mais poderosa ferramenta alavancadora de mudanças para todas as pessoas do mundo.  

Steve Jobs inspirou Bill Gates, e o resto é história.  

Em um mundo onde os CEOs das empresas são meros bonequinhos de plástico contratados para sorrir e fazer política com outros bonequinhos de plástico, Steve Jobs é um caso raríssimo de CEO que realmente teve algum influência na empresa que comandou.  

Os produtos que Steve Jobs criou tiveram uma grande influência sobre a minha vida, mas acima de tudo, o que me influencia profundamente é a maneira que Steve Jobs viveu a sua vida.  

Semanas atrás, quando Steve Jobs anunciou a sua saída da Apple, eu escrevi o texto abaixo que volto a compartilhar com vocês como uma maneira de homenagear o grande Walt Disney da minha geração: Steve FUCKING Jobs.  

Infelizmente Steve Jobs acaba de anunciar a sua renúncia ao cargo de CEO da Apple. O mais fodástico CEO de todos os tempos acaba de jogar a toalha por motivos de saúde. 

Confira a mensagem original em inglês que Steve Jobs soltou ontem:

I have always said if there ever came a day when I could no longer meet my duties and expectations as Apple’s CEO, I would be the first to let you know. Unfortunately, that day has come.

I hereby resign as CEO of Apple. I would like to serve, if the Board sees fit, as Chairman of the Board, director and Apple employee.

As far as my successor goes, I strongly recommend that we execute our succession plan and name Tim Cook as CEO of Apple.

I believe Apple’s brightest and most innovative days are ahead of it. And I look forward to watching and contributing to its success in a new role.

I have made some of the best friends of my life at Apple, and I thank you all for the many years of being able to work alongside you.

Steve

Steve Jobs é o cara. A frente da Apple ele revolucionou a indústria de microinformática, música, entretenimento, telefonia, computadores portáteis e aplicativos móveis entre outras. 

A frente da Pixar, ele revolucionou a indústria do cinema. Steve Jobs comprou a Pixar quando ela era apenas um pequeno estúdio de criação gráfica, e transformou os caras no melhor estúdio de animação gráfica da história do cinema. Alguns anos depois a Disney comprou a Pixar, e o Steve Jobs se transformou no maior acionista individual da Disney Corporation. 

Steve Jobs é DONO da Disney! Ele tem mais ações da Disney que os herdeiros do Walt Disney.

Mas voltando a Apple, nenhuma outra empresa transformou tantas indústrias diferentes em tão pouco tempo como a Apple fez. 

Em 1997, quando Steve Jobs retornou a Apple, a empresa estava falida. Quebrada. Em apenas 10 anos, ele transformou a Apple em uma empresa de 100 bilhões de dólares de faturamento anual, e colocou 70 bilhões de lucro no caixa da empresa. Hoje a Apple tem mais dinheiro em caixa do que o próprio governo dos EUA. 

Steve Jobs é o cara!

Aqui vão algumas lições sobre negócios e vida que eu acredito que temos a aprender com ele:

1. Não me leve a mal, mas o negócio é pessoal mesmo! Você já deve ter escutado a frase "Não é nada pessoal, é apenas negócios", certo? 

O fato é que o cara que te disse isso estava mentindo. Tudo é pessoal! Tudo! Se alguém te trocou por outro fornecedor, é porque o cara não foi com a sua cara. Você não serve. Você deve ser um puta cara chato. Não tem nada a ver com preço! O problema é você!

NEGÓCIOS É PESSOAL! 

Steve Jobs é a Apple, a Apple é o Steve Jobs. E é isso mesmo! As empresas bem sucedidas são aquelas que tem pessoas de verdade por trás, e não gente de plástico que se esconde atrás dos pilares da empresa. 

Ao longo de toda a sua carreira, Steve Jobs sempre foi o porta voz da Apple na hora dos lançamentos de produtos. Steve Jobs lançou o Apple I, II, Macintosh, Newton, iMac (o computador colorido), o Cube, o iPod, o iPad, o MacBook Air, a iTunes, Apple TV, AppStore entre outros - todos produtos "viajantes" e inovadores que tinham uma grande chance de serem mal sucedidos no mercado como acontece com a grande maioria dos produtos inovadores que são lançados todos os dias. 

Steve Jobs nunca teve medo de quebrar a cara e associar a sua imagem ao fracasso. Diferente de muito executivo frouxo que tem por ai que usa do recurso de press releases e propaganda para o lançamento de produtos no mercado.

Quando anunciou o iPod, os críticos e o próprio conselho diretor da Apple falaram que NINGUÉM NUNCA pagaria 500 dólares por um tocador de música portátil.

Quando anunciou o iPhone, os críticos e o próprio conselho diretor de novo, falaram que NINGUÉM NUNCA pagaria 400 dólares por um smartphone da Apple. 

Ainda bem que o Steve Jobs não deu ouvidos à turma da roda presa e apostou no iPod e iPhone.

O mundo dos negócios precisa de gente que dá a cara para bater, assume riscos, responsabilidades, assina cartas para clientes, coloca a própria imagem no web site da empresa, e atende o telefone quando o cliente liga. 

2. Todas as pessoas são substituíveis, mas a SUA MANEIRA PESSOAL DE TRABALHAR não é. 

Ok, todos são substituíveis. Ninguém precisa de ninguém. Existe estepe para todo mundo. 

MAS eu acredito que se você fizer o seu trabalho DO SEU JEITO E DA SUA MANEIRA, o mundo pode até encontrar outro cara para te substituir, mas NUNCA conseguirá replicar o seu jeito de fazer as coisas. 

A Apple realmente NUNCA será a mesma sem o Steve Jobs. 

O Steve Jobs é ÚNICO. 

Daqui prá frente ninguém fará as coisas como ele fazia. 

Mas eu acredito que as pessoas podem escolher se inspirar no cara para tomar as suas decisões. 

Steve Jobs não ficou na Apple por cinco dias. Tirando a meia dúzia de anos em que ele ficou afastado da Apple porque foi despedido  pelo pangaré-burrocrata que ele mesmo colocou por lá, o cara esteve a frente da Apple desde o início. Todos os dias, todas as horas, todos os minutos. 

"Digas com quem andas que direi quem és" - a Apple andou com o Steve Jobs, e não Steve Jobs andou com a Apple.

Durante mais de uma década milhares de funcionários da Apple tiveram a sorte de participar de dezenas de reuniões com o Steve Jobs. O quanto vale isso??? Te garanto que vale muito mais do que qualquer MBA em Harvard.

Não duvivem que a Apple continuará ser a mais fodástica das empresas de tecnologia por muitas décadas a seguir. 

Eu não temo pelo futuro da Apple. Eu acredito que eles sabem o que tem que fazer pelos próximos 20 anos e vão fazer. 

Eu sinto mesmo é pelo Steve Jobs. 

A pior coisa que pode acontecer com uma pessoa que adora trabalhar é ser obrigada a se afastar do trabalho por motivos de saúde. O cara adora trabalhar, adora a empresa que fundou, adora inventar coisas, adora deixar a sua marca no universo. Ser obrigado a ficar longe disso tudo deve ser terrível. 

Steve Jobs não é cientista, mas é inventor. Ele tem 313 patentes em seu nome!!! 

Incrível, não???

313 patentes!!!

Você conhece algum outro presidente de empresa que tem 313 patentes em seu nome?

Eu não. 

Muito provavelmente boa parte dessas patentes tenham custado o fígado e a saúde do Steve Jobs; mas, ele gravou para sempre a sua maneira de fazer as coisas na história do mundo dos negócios.

Ninguém influenciou tanto o comportamento do mundo nos últimos 30 anos como Steve Jobs. 

Coloque A SUA MANEIRA DE FAZER AS COISAS nas coisas que você faz!!! 

NADA MENOS QUE ISSO INTERESSA!!!

3 - Diga NÃO para a mediocridade! Existe uma lenda que reza que o Steve Jobs gongou 23 versões do iPhone até chegar na versão que conhecemos. Ex-funcionários dizem que Steve Jobs gongava um produto ao menor sinal de "falta de design e bom senso". 

Até onde sabemos, Steve Jobs disse NÃO para dezenas de protótipos de produtos ao longo dos últimos dez anos. Quando retornou a Apple em 1997 Steve Jobs mandou para o saco praticamente todos os produtos que a Apple "vendia" na época. Ele cortou tudo e começou tudo do zero com o iMac. 

Todos nós precisamos aprender a dizer NÃO para as drogas que atrapalham o nosso crescimento. Eu conheço um sem número de pessoas que vive uma vida que não quer por conta dos SIMs que disseram ao longo das suas vidas. 

Eu mesmo dispenso clientes, projetos e negócios ao primeiro sinal de falta de alinhamento entre os meus valores e os dos clientes. 

A vida é muito curta para fazer negócios com caras chatos!

4. Vence quem tiver contato direto com os clientes! A Apple reinventou o negócio de música com o iPod, mas a Apple não está no negócio de música. A Apple reinventou o computador, mas a Apple não está na indústria dos computadores. A Apple reinventou a indústria da telefonia, mas a Apple não está na indústria dos telefones celulares. 

Em qual indústria a Apple está?

Varejo

A Apple é uma empresa de varejo. 

Todos os dias milhões de pessoas passam pelas centenas de lojas físicas da Apple e tocam os seus produtos e tiram as dúvidas com milhares de funcionários apaixonados pelos produtos. 

Todos os dias milhões de músicas, filmes, séries de televisão, livros e aplicativos são comprados por milhões de pessoas via iPad, iPhone, iTouch, MacBooks através de uma plataforma de compra incrivelmente fácil de usar e presente em todos os lugares. 

Enquanto a Apple conversa diariamente com milhões de pessoas, os seus concorrentes e praticamente todas as empresas do mundo fazem de tudo para se afastarem dos consumidores. 

Você já reparou como é difícil conseguir o número de telefone de uma empresa com quem você quer falar? 

As empresas estão fazendo das tripas coração para NÃO FALAR diretamente com o consumidor. 

"O consumidor é um bicho chato. Não vale a pena falar diretamente com o cliente"

Faça o teste. Entra agora no web site da HP e procura o telefone do escritório da HP. Entra no web site da Samsung e tenta encontrar o telefone do cara de marketing da Samsung. Entra agora no web site da Google e tenta encontrar o telefone do gerente de produtos do Google AdWords porque você quer umas dicas de como usar o Google AdWords. 

Você não vai encontrar telefone de ninguém! Ninguém quer falar com o consumidor. Você, consumidor, é um zé, um zé caro que atrapalha, enche o saco e custa caro. Te vira negão!

A Apple fala com o cliente através das suas fantásticas lojas de varejo. E você?

Você tem que falar com o seu cliente!

Vence tem que ter contato direto, frequente e crescente com os seus clientes!

Qual tipo de contato direto, frequente e crescente você tem com os seus clientes?

A grande maioria não faz nada de nada. A grande maioria das pessoas que estão lendo esse artigo nesse momento sequet tem banco de dados de clientes. Imagina o resto.

Pois você vai dançar filhão.

Quem não tiver contato direto com o cliente vai dançar. Escreve ai!

5 - Get Mad, You Son of a Bitch, Get Mad! Steve Jobs aproveitou o lançamento do Macintosh em 1984 para lançar a sua cruzada contra a IBM: "A IBM é o mal do mundo! Vocês não podem aceitar apenas um padrão de computação. Temos que lutar contra isso. Acabar com isso. A IBM acredita que o computador pessoal não serve para nada. Não podemos deixar a computação na mão de poucos, temos que mudar isso. A IBM quer dominar a Era da Informação. Não podemos deixar isso acontecer!"; Em 1990, Steve Jobs entrou em cruzada contra a Microsoft e a sua maneira padronizada de vender computadores. Nos anos 2000, a Apple entrou em uma nova cruzada contra o PC com a fantástica campanha "Mac VERSUS PC"; em 2007, Steve Jobs desceu o pau nos telefones de plástico da Blackberry na frente de milhões de pessoas. 

Ao longo das últimas décadas nós vimos um Steve Jobs bravo, energético, provocativo, humano, emotivo, cheio de vontade de mudar o mundo e incomodar o status quo com a sua visão inovadora das coisas. Ele nunca teve medo de colocar o dedo no nariz da concorrência, falar o que pensa sobre o mercado, enfrentar os gigantes. 

"Fique Bravo, Seu Filho da Mãe, Fique Bravo!", deixa de ser esse mascarado corporativo cheio de não-me-toques, terno e gravata escondido por trás de uma reunião boçal, e venha para o pau! 

Emocione! Incomode! Provoque! Exija Mudanças! Lute por alguma coisa! Brigue pelo que você acredita! 

O mundo dos negócios não pode ser apenas sobre ganhar dinheiro. Não pode ser. Nós podemos e devemos usar o horário das 9 as 18 para nos divertir, incomodar os paradigmas e derrubar preconceitos. 

Longa Vida ao Steve Jobs!

Longa Vida a todas as suas criações.

Longa Vida a todos os profissionais da Apple que tem agora a oportunidade de superar a genialidade do seu mentor. 

NADA MENOS QUE ISSO INTERESSA!

QUEBRA TUDO! Foi para isso que eu vim! E Você?

TrackBack

TrackBack URL for this entry:
http://www.typepad.com/services/trackback/6a00d83451bad569e2015434d02393970c

Listed below are links to weblogs that reference 5 Razões porque o mundo dos negócios vai sentir falta do Steve Jobs:

Comments

Feed Você pode acompanhar essa conversa ao assinar comment feed for this post.

Eu sou da opinião que a senhora Apple vai sentir e MUITO a falta do velho Jobs. Mas essa ainda não é a hora, como membro do conselho, é claro que ele vai estar por trás de muitas decisões, mas quando ele definitivamente se afastar da Apple (se é que um dia ele vai fazer isso antes de morrer) ela vai definhar.

Como você mesmo disse, a Apple é o Jobs, o Jobs é a Apple. Uma empresa que a vida inteira dependeu da centralização das decisões de uma pessoa não tende a perdurar no tempo.

A essência da Apple é o lançamento de produtos inovadores, ela não vai conseguir se sustentar apenas atualizando seus produtos como o Windows faz, e a pergunta é, quem é que vai conduzir esses lançamentos? Quem leu A Cabeça do Steve Jobs sabe que as "stevadas" são fundamentais no desenvolvimento de cada produto da Apple, quem é que vai dar as "stevadas" agora?

Infelizmente não há como saber quem está com a razão, é como os economistas que tentam adivinhar as revivoltas no mercado. Apenas o tempo dirá

Abraços Ricardo

Realmente, todos sentirao a falta desse genio, ele deixou um legado, uma maneira de ser, e de conduzir , unica, fica as licoes, a forma de conduzir, a coragem , mostra que algumas pessoas, vem para esse mundo para ser protagonista , e nao um mero coadjuvante e nem como sua maioria, um expectador, ele ajudou a melhorar a vida de muitos, e muitos hoje conseguem fazer negocios e trabalhar melhor por essas inovacoes, mesmo que isso tenha custado a saude dele, imagino que ele tenha , em si, o sentimento de missao comprida, fez tudo aquilo que pode, e que ajudou muito , esse mundo ficar mais competitivo e melhor,
afinal o mundo precisa sempre avancar, e sao pessoas como ele , que estao a frente desses projetos, Valeu Steve Jobs

Acompanho o Steve desde quando ele disse que "colocaria a mesa do executivo na tela do desktop", para quebrar o bloqueio do uso do teclado. É o cara da origem da "orientação para objetos". o caderno físico virou bloco de notas, o papel de cálculo, virou planilha e aí por diante. Aí algúem copiou estas idéias e virou o w...da vida.

abs

Só observando:

1.A biografia autorizada de Steve Jobs será lançada em breve, talvez mês que vem.

2.Ele continuará na Apple como diretor, presidente e funcionário.

Gosto muito dos produtos da Apple, das frases marcantes dele, do conceito de bons produtos, da maneira de protestar se vestindo da mesma maneira.

Mas isso está muito parecido com uma estratégia sabida para vender sua biografia.

Breno,

Você acha mesmo que o Steve Jobs precisa ganhar dinheiro vendendo livros????

Você acha mesmo que o Steve Jobs é um tipo de cara que faz marketing com a própria saúde???

O biografia oficial do Steve Jobs ia ser lançada dia 16 de Março de 2012, e foi adiantada para 21 de Novembro de 2011.

Por que?

Infelizmente eu diria que o Steve Jobs está morrendo, e gostaria de ver o livro lançado antes de ir embora.

MAS, dessa vez eu espero que eu esteja errado e você certo.

Ricardo


Steve Jobs influenciou pessoas atraves do seu modo positivo de encarar os negocios. Falar francamente, defender seus pontos de vista com eloquencia, visualizar a necessidade dos clientes antes. Voce nao vende furadeiras e sim um buraco na parede. O modo de falar em publico. Diga logo o que eles querem ouvir. E a inquietação incessante. Isso vai te tornar um visionario. Pena que esse furor tem preço. A saude. Mas até aí provou que as ideias sao mais fortes que o fisico. Obrigado parceiro.

Ricardo,

Excelente post. Uma sugestão: que tal um Hollywood CEO comemorativo com o filme Piratas do Vale do Silício?

Abraços,
André

Não, Ricardo.

Aí é que está. Ninguém disse que ele está usando a saúde para vender livros.

Você é quem está encarando isso de forma negativa.

Independente de ele estar doente ou quase morto, não vejo problema nenhum em uma estratégia para alavancar vendas do livro. Essa é a diferença.

Ele não precisa ganhar dinheiro com a venda de livro, ele não precisa ganhar dinheiro com a venda de iPads e ele não precisava nem ter levantado a Apple de novo.

Não acho que esse cara faça nada única e exclusivamente por dinheiro. Ele deixa isso bem claro.

Quem conhece a história dele sabe que ele tinha mais de 700 milhões em ações da Apple e outras empresas aos 26 anos de idade.

Então antes de responder nervoso ao um comentário, entenda que nem todo mundo é burro e pangaré.

Estou dizendo que, pela paixão que ele tem pela empresa que fundou, dificilmente ele sairia.

E sair, próximo ao lançamento de sua autobiografia, vai, independente de estratégia ou não, dar uma guinada na venda desses livros.



Genial este seu artigo, Ricardo.

Baseada na vida genial de Steve Jobs, você deu uma aula sobre o sucesso da maior empresa do mundo.

Que sirva de lição para a moçada que tá iniciando.

Steve Jobs precisa de um sucessor, não na empresa dele, mas como exemplo para o mundo dos negócios.

Vou sentir falta dos caras que afrontavam o mundo dos negócios, categoria onde Bill Gates, Scott McNealy, Larry Elisson se enquadram, porém Steve Jobs era soberano. Quem para sucedê-los? Podem me dizer um nome digno de suceder esta geração heroica?

Parabéns pelo excelente artigo.

Otto Pohlmann

Muito bom o post. O mundo sentirá falta de alguém tão vivo quanto o Steve Jobs. As vezes conversamos com pessoas que nem parecem que estão vivas. Muitas vezes só percebemos que estão vivas quando,pelas costas, nos atacam. Ele não, era de frente!! Até logo Steve Jobs!!

Realmente a Apple vai sentir muito a falta do Steve Jobs. Ele é um cara dinâmico e com um carisma fora do comum. Porém, como ele ainda estará no conselho, acredito que seus pitacos ainda farão os produtos excelentes, porém quando ele sair de vez de linha (quando morrer), aí sim a Apple vai sentir.

APPLE = STEVE JOBS e essa é a verdade hoje. Ela pode não ser amanhã, mas ai só o tempo dirá

Vida longa ao gênio da era 2.0

Que ele seja lembrado por vários séculos.

(Pô, até parece que o cara morreu)

Ricardo adorei seu artigo ,seu modo de escrever é tão apaixonante , que da pra sentir sua agitação interior , seu inconformismo com a mesmice. Como suas palavras servem de alimento....
Eu sou "a " Steve Jobs, da minha empresa, amo o que faço, amo o contato diario com os clientes e funcionarios, ver o crescimento de pessoas e negocios é algo fascinante. Há mais de 20 anos atras , quando comecei com apenas US$ 3k , sentia que algo ia mudar dentro de mim, me trasnformar de uma professora de pre escolar em uma empresaria bem sucedida. O diferencial é o mesmo do Steve Jobs, fazer tudo com paixão e muito amor pelas pessoas e nao pelas coisas.
Ricardo agradeço a voce por tantos anos participando dos nossos negocios , mesmo distante ,mesmo sem saber, MUITO OBRIGADA DE CORAÇÃO !!! MEG TEOFILO

Ricardo Jobs, acabei de ler. Com sempre, seus textos são inventivos e provocativos. Parabéns e obrigado.
Alfredo

Não poderia ser diferente com um cara que o sobrenome é serviço ...
Rsss

Muito bom o texto!

Grande Meg!

MUITO OBRIGADO pelo seu feedback. Fico contente em saber que ajudei vocês de alguma maneira.

Conte SEMPRE Comigo. A brincadeira está apenas começando!

VAMOS QUE VAMOS!!!

Ricardo

Boa Idéia André!

Vou fazer!!!

O livro sai no dia 21, eu vou fazer o HollywoodCEO: Piratas do Silicio no dia 30 de Novembro.

Legal! Obrigado pela sugestão!

ARREBENTA!!

Ricardo

Grande Otto!

Excelente pergunta!

Eu acredito que tem sim uns carinhas fodásticos e que vão assumir a posição da Geração Steve Jobs, Bill Gates e Larry Ellison.

Veja que eu acredito que arrebenta:

1. Mark Zuckerberg da Facebook. O Bill Gates, Steve Jobs ou mesmo o Larry não pensarem em "dar algo de graça pelo dar algo de graça" quando começaram os seus negócios. O lado "free" da Facebook é algo novo no mundo dos negócios. Mesmo que o "free" seja para gerar tráfego para a publicidade, é um conceito novo que terá impactos transformadores daqui prá frente.

2. Phil Libin, CEO da Evernote. O Evernote é um produto fantástico, freemium, que vai revolucionar a maneira que organizamos informações na internet e fora dela. Milhões de pessoas usam o Evernote (incluindo eu), e o bicho vai se transformar no grande agregador da web. Além disso, o Libin construiu um negócio milionário usando pouco dinheiro. Apesar de ter 70 milhões em caixa - dado por investidores - ele ainda não precisou usar para alavancar os primeiros 10 milhões de clientes.

3. Marc Benioff, CEO da Salesforce. Benioff inventou o conceito de Cloud Computing como conhecemos hoje. Enquanto a Microsoft, Oracle, Adobe, Symantec e outras empresas de software ainda insistiam na venda de software com mídia (CDs e DVDs), o cara colocou a Salesforce em meia dúzia de servidores na web e começou a vender CRM na Cloud Computing. HOJE, temos o Gmail, GoogleDocs, Microsoft365, e tantos serviços Cloud porque o Benioff começou tudo 7 anos atrás. A Salesforce está revolucionando a maneira que se cria e se usa software no mundo.

4. Jeff Bezos, CEO da Amazon. Bezos inventou o comércio eletrônico, mudou a maneira que o comércio funciona para sempre. O impacto da Amazon no mundo dos negócios não tem precedentes. A história do Bezos é tão dúca quanto dos grandes da geração do Steve Jobs.

E tem outros, vou pensar em mais alguns e fazer um post sobre isso.

ARREBENTA!!

Ricardo

Eu adimiro o steves jobs, aprendi muitas coisas com ele e sei que ainda tenho muinto a aprender.

saúde jobs, vamos fazer.

abraço a todos

Concordo com você, chega de pessoas mais ou menos, Steve Jobs nunca aceitou esta mediocridade que infelismente vemos cada vez mais, a maioria das empresas a nossa volta parece ter aceitado a complacência como principal caracteristica do dia a dia não acha ? Parece que todos acham poderia ser melhor mas como está está bom ? Não acha ?
Um grande
Abraço e

Vamos quebrar tudo, enquanto não incomodarmos não estaremos sendo revolucionários.

E tem outros, vou pensar em mais alguns e fazer um post sobre isso.

Será oportuno agora soltar um post disso, afinal o buraco deixado pelo Jobs não será preenchido facilmente.

QUE PERDA AMIGO.
REALMENTE, O MUNDO DA TECNOLOGIA PODE-SE DIZER QUE TERÁ ANTES E DEPOIS DE JOBS.
PARABÉNS PELOS POSTS.
NOS ENCONTRAMOS NO HOLLYWOOD CEO.
UM ABRAÇO.

É Jordão, chorei por esse cara ter desencarnado.

É um alento saber que dividimos esta era com este gigante.

-
Danilo Seabra
Another Apple Boy!

Ricardo,

Newsletter muito boa. Parabens.

Vc foi ágil. A Veja, Exame e afins tem tempo para coletar as opiniões e pareceres sobre o Steve Jobs, vc nao teve este tempo, e se saiu muito bem!

Hoje em dia todo mundo é parecido, todas empresas são iguais, elas só se diferenciam pela AGILIDADE e PESSOALIDADE.

Para finalizar, queria ver alguém publicar os Erros do Steve Jobs, os projetos fracassados, as perdas a que ele se submeteu em troca das convicções e visões de futuro.. Uma forma de estimular, acredito. Se vc achar ou ler algo algum dia, favor recomendar...

abs

Ricardo Bildori

Ricardo, parabéns pelo texto, vc conseguiu colocar aqui o que muitos gostariam de falar do Steve Jobs.

Ontem quando ouvimos a notícia na TV, ficamos super tristes, mas me impressionou a reação da minha filha de 12 anos, a Giovanna, ela começou a chorar e chorou muito, como se tivesse perdido alguém muito próximo e falava: não pode ser verdade, o cara é muito bom! Quem vai criar tantas coisas legais daqui para frente, eu adoro tudo o que ele criou, amo meu Iphone, meu Ipod e não vivo mais sem o Ipad.

Acredito que perdemos o maior inventor de todos os tempos, mas pelo menos pudemos acompanhar e nos deliciar com suas criações.

Abcs,

Daniela Graça

ok, ok, Ricardo... todo mundo tem direito ao seu "dia Cazuza" (EXAGERADO... JOGADO A SEUS PÉS...)

não se discute a genialidade do Jobs mas não devemos esquecer do outro Steve (o Wozniak) e nem do sistema operacional DOS/Windows, este sim p verdadeiro responsável pela difusão mundial da micro informática. (e longe de mim considerá-lo da qualidade de um OS da Apple).

há pouco tempo que a Apple está se "popularizando"... isso só ocorreu com a virada do século e com o seu produto iPod (não se esqueça que foi por volta de 2005 que a Apple fez parderia com a Intel, o q possibilitou maior popularização de sua plataforma). o resto é história.

eu duvido muito que vc tenha tido seu início na informática num Mac. a maior parte das pessoas tem esse contato com uma plataforma PC/Windows.

e olha que quem te diz isso é um cara com formação em Design e que descambou tb para a área de Com. e MKT. (e digo isso pq é na área de Design e publicidade é que a plataforma Mac tinha sua grande base no Brasil).

ter um Mac sempre foi proibitivo... enquanto vc montava um puta PC por R$3 mil, naquela época, um Mac custava R$8 mil.

isso sem falar nas possíveis "inspirações" que a Apple provavelmente buscou no Design dos produtos Braun.

homenagens justas sempre mas... exageros à parte.

abs
Koehler

Grande Koehler!

Não é questão de ser exagero. Eu tenho 41 anos, e acompanhei absolutamente tudo que aconteceu no mercado de microinformática desde o início.

Deixa eu explicar para você porque o Steve Jobs é o cara.

1. Quando a Apple surgiu, a IBM liderava a indústria de computadores centralizando toda a informação dentro dos datacenters.

2. A Apple 5 anos antes da IBM, percebeu que existia espaço para os microcomputadores, e apareceu com a idéia de um micro realmente PESSOAl sem qualquer ligação com os datacentes e mainframes.

3. A IBM, percebendo que o bicho ia pegar, resolveu apostar discretamente. Bill Gates, que não era besta, sabendo da vontade de IBM de fazer um PC, se dispôs a entregar um sistema operacional.

4. Ai... que comeca a briga entre os fãs da Apple e a Microsoft. Steve Jobs poderia ter se rendido a IBM, baixado a cabeça para os caras, e criado o sistema operacional que eles tanto queriam.

5. MAS, o fato é que o Steve Jobs SEMPRE FOI UM CARA REVOLTADO com o status quo. E, ao invés de se vender para a IBM, ele decidiu continuar lutando sobre o padrão IBM. BIll Gates, por sua vez, movido a dinheiro, se vendeu para a IBM e popularizou o computador IBM-DOS.

6. Esse computador IBM-DOS do jeito que estava sendo tocado pela IBM e Microsoft JAMAIS se tornaria um computador realmente pessoal e do povo. Se dependesse deles, o PC seria - como falei no texto - apenas um item necessário nos escritórios e ponto.

7. Steve Jobs, em paralelo, descobriu a interface gráfica e o mouse, que depois seria roubada pela Microsoft para incorporar ao Windows.

8. Respondendo a sua pergunta, eu como distribuidor & revendedor Microsoft que fui na década de 80 e 90, trabalhei para o modelo Microsoft se espalhar pelo Brasil. Na época, eu usava MAC indiretamente uma vez que todos os catalogos e materiais de marketing da Brasoft w Brasoftware foram feitos com MAC. Naquela época os computadores Macintosh existiam apenas dentro das agências de comunicação e produtoras. Ninguém ainda considerava o uso do MAC para planilha, email, textos e banco de dados.

9. Além disso, como você bem lembrou, o MAC sempre foi proibitivo no Brasil. 9 em cada 10 MACs que tinham no Brasil rodando dentro das grandes agências de publicidade eram MACs contrabandeados. A distribuição de MACs no Brasil era feita nas coxas.

Steve Jobs mudou o mundo porque ele sempre brigou para que o PC fosse realmente pessoal, independente, não ligado a redes de mainframes etc. Bill Gates, por sua vez, se vendeu para o padrão IBM e ficou triliardário por isso.

Ambos mudaram o mundo, ambos são os indivíduos com o maior impacto na história do ser humano nos últimos 50 anos. Nada se comparada a revolução da microinformática. NADA.

Vamos que vamos!!!

Ricardo

Post a comment

Os Comentários no Blog da BIZREVOLUTION são moderados. Por favor participe da conversa com comentários construtivos. Não é porque você está escondido atrás de um teclado que você pode bancar o machão. Você PODE e DEVE DISCORDAR das nossas idéias o quanto quiser. Apenas não toleramos que você humilhe as pessoas para defender as suas idéias. Comporte-se na internet da mesma maneira que você se comportaria na frente do seu cliente mais importante. Se você tem a necessidade de bancar o troll na web, recomendamos uma terapia. O seu comentário será liberado em alguns instantes.

Se você tem uma conta TypeKey ou TypePad, por favor Sign In


BUSCA

e-news da biz

Cadastre o seu email para receber os nossos últimos artigos.


Direto das Trincheiras!


COMENTÁRIOS RECENTES

POSTS RECENTES

Você já leu o QUEBRA TUDO?