Skype: BizRevolution | Fone: 11-4153-0885

« Como tirar a sua loja virtual do vermelho. | Main | Em 2017, 59% dos brasileiros com acesso a internet NÃO VÃO COMPRAR online! »

23/01/2014

6 Lições de Vida que você pode aprender com o Lobo de Wall Street.

Pin It

POSTER_OLDWS_INDICACOES

Fazia tempo que o cinema não produzia uma filme tão fodástico sobre o capitalismo como O Lobo de Wall Street.

O Lobo de Wall Street é baseado na história real de Jordan Belfort - um corretor de ações muito maluco que quebrou a banca nos anos 80 yuppies.

90% do que você vai ver no filme REALMENTE aconteceu do jeito que você vai ver - por mais maluco que pareça.

O Lobo de Wall Street é agressivo, provocativo, arrojado, simplesmente SENSACIONAL! Martin Scorsese, o diretor, desafia as barreiras do celibato em dezenas de cenas do filme. Prepare-se para ficar chocado!

O Lobo de Wall Street é cheio de cenas de sexo, drogas and rock and roll! Mas tirando todo o excesso do filme que deixaria as Senhores de Santana com os cabelos em pé, a história de Jordan Belfort tem muitas coisas para ensinar a você sobre Vida, Trabalho, Dinheiro, Capitalismo e muito mais.

O Lobo de Wall Street não é para vagabundo que trabalha apenas quando o chefe está olhando.

O Lobo de Wall Street não é para funcionário que está esperando o dia da aposentadoria ou o próximo feriadão para ir para a praia com uma caixa de cerveja para encher a pança.

O Lobo de Wall Street é para quem quer viver com a FACA NO DENTE!

TODO CIDADÃO que sonha em chegar em algum lugar na vida TEM QUE assistir esse filme!

TODO VENDEDOR que se preza TEM QUE assistir O Lobo de Wall Street!

TODO EMPREENDEDOR que se preza TEM QUE assistir O Lobo de Wall Street!

TODO LÍDER que se preza TEM QUE assistir O Lobo de Wall Street!

O filme tem incríveis três horas de duração e eu já assisti duas vezes em pré-estréias!

E vou assistir outras DUAS MIL VEZES quando o filme estiver disponível para compra.

Eu não vejo a hora de baixar o filme no meu notebook para rever todos os dias os incríveis discursos inflamados de Jordan Belfort para levantar a moral da equipe, ou os tiradas picantes sobre a vida e muito mais.

O Lobo de Wall Street estréia oficialmente nessa sexta-feira dia 24 de Janeiro. Você tem que assistir!

O Lobo de Wall Street é INCRIVELMENTE MARAVILHOSO!

Martin Scorcese é um ANIMAL!

Leonardo DiCaprio como Jordan Belfort supera qualquer expectativa! A cena em que Leonardo DiCaprio se rasteja pelo chão é provavelmente a melhor cena de cinema já feita nos últimos anos.

O Lobo de Wall Street é uma comédia épica que mostra o lado bom e ruim do setor financeiro e seus capitalistas selvagens movidos a dinheiro e ganância.

Aqui vão algumas lições de vida que O Lobo de Wall Street pode ensinar a você:

1. A Vida não é sobre casar, mandar os filhos para escola, e se aposentar na frente da televisão; a Vida é sobre ficar rico em todos os sentidos. "A única coisa que separa você dos seus objetivos são as desculpas que você dá a você para evitar o sucesso". Jordan Belfort veio do nada. Completamente obcecado por mudar de vida, aos 26 anos de idade já ganhava 49 milhões de dólares por ano. As vezes, é claro, de maneira não muito ortodoxa, digamos assim. Mas se você colocar de lado o fato de que Belfort nem sempre usava os melhores métodos para conseguir os clientes, você tem que admitir que ele simplesmente não ficava parado esperando pelas oportunidades caírem no seu colo. A sua mente sempre focada em ser bem sucedido o impedia de aceitar o NÃO como resposta - coisa que muitos de nós fazemos no nosso dia-a-dia. Ele simplesmente atacava tudo que tinha que ser feito de frente e não descansava enquanto a coisa não estivesse resolvida. Jordan, por exemplo, não ficou esperando uma chance para ser funcionário do Lehman Brothers ou Merrill Lynch - dois dos maiores bancos de investimentos dos EUA. Ele fundou a própria empresa - Stratton Oakmont - em um galpão abandonado de uma antiga mecânica de carros. Como sinal de rebeldia, Belfort manteve a empresa em Long Island longe dos narizes empinados dos grandes nomes de Wall Street. "Eu já fui pobre, e eu já fui rico, e eu escolho ser absurdamente rico". 

2. A sua equipe é a coisa mais importante que você tem. Existe uma série de cenas fantásticas ao longo do filme onde Belfort se coloca a frente dos seus funcionários para motivá-los com o seu discurso matador. Diferente da maneira boçal que a grande maioria dos executivos usam por ai para motivar as suas equipes - quando se prestam a fazer alguma coisa a respeito - a grande maioria prefere chamar uns palestrantes motivacionais ainda mais boçais para fazer esse trabalho, Jordan fala com o coração em cima da mesa. A sua autenticidade é arrebatadora. A sua emoção é contagiante. Não existe enrolação no seu discurso. Belfort é tudo menos político. O cara é QUEBRA TUDO! Ele promove festas e concursos para manter os funcionários inflamados, ele contrata animadoras de torcida para mexer com o brio da galera, ele arremessa anões em alvos de vendas; Belfort conhece os funcionários como ninguém. Ele cria apelidos para as pessoas de acordo com suas fraquezas, e conversa com elas de acordo. Jordan consegue um feito que todo líder gostaria de conquistar: ele transforma pessoas totalmente desqualificadas e sem rumo na vida em pessoas tão sedentas de sucesso quanto ele. O fato é: o grande propósito de um líder é produzir outros líderes. Se você não está atingindo esse objetivo, você não é líder de nada. Com seus métodos não-ortodoxos, ele construiu uma equipe de leais seguidores, que ele eventualmente, transformou em milionários.

3. O foco é o 1% das pessoas mais ricas do país, e eu vou ensinar a cada um de vocês a serem os melhores do mundo em conversar com esse tipo de gente. Ao concentrar o foco da sua equipe em um único e claro grupo de clientes, Jordan Belfort foi capaz de criar uma abordagem de vendas absurdamente vencedora. A cena onde Belfort ensina os seus vendedores a fechar negócios usando o script que ele mesmo criou é SENSACIONAL. Nos dias de hoje o líder que não souber vender está frito. Ele nunca vai entender de verdade o que o vendedor realmente precisa fazer para vender, e assim nunca conseguirá cobrar o que os vendedores tem que fazer, e consequentemente será enrolado por esse bando de vendedor pangaré que tem por ai. A abordagem de vendas é tudo. Dedique um tempo considerável para criar uma abordagem de vendas matadora que TODOS os seus vendedores concordam em usar para conquistar o mercado FOCADO que vocês decidiram conquistar.

Se você não tiver um foco absolutamente claro sobre o tipo de cliente que você quer conquistar, você nunca conseguirá criar uma comunicação que sensibiliza os clientes a fazê-los agir em sua direção. O problema do mundo é comunicação. Ninguém entende ninguém. Se você não dedicar tempo para entender o problema das pessoas, elas nunca vão entender as suas soluções. Leva tempo para entender a linguagem das pessoas. Foco é tudo para atingir esse objetivo.

4. Me venda essa caneta. Em uma das cenas que vai entrar para a história como um dos melhores diálogos sobre vendas já produzido para o cinema, Belfort desafia as pessoas a venderem a ele uma caneta. Os primeiros não conseguem sair da mesmice. Todos concentram seus esforços em explicar os benefícios que a caneta oferece. Blá blá blá. A coisa muda de figura quando Brad, um dos malucos que Belfort quer contratar para a sua equipe, responde: "Jordan, escreva o seu nome nesse guardanapo", Belfort responde, "Eu não posso, eu não tenho uma caneta", "Exatamente, é a lei da oferta e da demanda". Você provavelmente conhece uma série de pessoas incríveis que vivem na pobreza; e provavelmente conhece uma série de pessoas medianas que são milionárias. Por que isso acontece? Porque aqueles que vendem tudo são mais preocupados em adaptar o seu discurso de vendas aos problemas das pessoas do que necessariamente vomitar conversa fiada de vendedor em cima da galera. Enquanto as pessoas não acreditarem no que você está falando, você não consegue vender nada. Concentre-se na sua abordagem de vendas e não no produto que você vende. Ninguém liga a mínima para o produto que você vende. Portanto, lembre-se: você pode conseguir tudo na vida, contanto que ajude as pessoas a resolverem os seus problemas primeiro.

5. Quando o dinheiro acabar, a grande maioria dos seus amigos irá embora. É sempre bom lembrar que a grande maioria das pessoas que vive ao seu redor estão com você por causa da segurança que você proporciona a elas, e não porque você é um cara legal. As pessoas tem que gostar de você porque você é o diretor. As pessoas riem das suas piadas porque você é o diretor. Você não é engraçado, você é o chefe. Ponto. Não fique se achando o rei da cocada preta, você vai cair do cavalo. Quando a fortuna de Belfort começa a ir para o saco, a mulher maravilhosa que ele tinha vai embora, os amigos vão embora, todos vão embora. Eu conheço pessoalmente algumas histórias reais sobre esse tipo de situação. Profissionais que depois de demitidos nunca mais conseguiram falar com os ex-colegas de trabalho. Ninguém retorna as ligações. Ninguém ajuda o cara se recolocar. Essa é a dura realidade da vida: ninguém está exatamente contra você, mas todos estão dos seus próprios lados. Dinheiro não traz felicidade, mas dinheiro compra amigos, mulheres gostosas e puxa-sacos. 

6. Se você é o líder, quem é o seu Número 2? Uma das tarefas mais importantes para um líder é desenvolver alguém para ficar no seu lugar. Donnie Azoff é o número 2 da empresa de Belfort. Donnie é uma figura. O ator é fantástico. Eu espero que ele fatura o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante. Ele merece! Belfort descobre o cara no meio da rua. Ele fica surpreso com a pró-atividade de Donnie em conhecê-lo, e ainda mais surpreso com sua atitude depois de aprender como Belfort ganha dinheiro. A cena que Donnie pede demissão para trabalhar com Belfort é hilária, e a cena em que Donnie explica porque casou com a prima é ainda mais hilária, e a cena onde Donnie come o peixe dourado de um funcionário na frente de todos é ainda mais épica, e a cena onde Donnie se masturba na frente de todo mundo no meio de uma festa lotada só porque viu uma garota maravilhosa é ainda mais épica. O ator é incrível! Um legítimo número 2 completamente alinhado com as atitudes não-ortodoxas do número 1. 

Se eu fosse você eu desliga o seu computador agora mesmo e corria para o cinema para assistir ao filme.

Eu tenho certeza que você vai aprender muitas outras lições de vida com O Lobo de Wall Street.

NADA MENOS QUE ISSO INTERESSA!

QUEBRA TUDO! Foi para isso que eu vim! E Você?

TrackBack

TrackBack URL for this entry:
http://www.typepad.com/services/trackback/6a00d83451bad569e201a3fca110ec970b

Listed below are links to weblogs that reference 6 Lições de Vida que você pode aprender com o Lobo de Wall Street. :

Comments

Feed Você pode acompanhar essa conversa ao assinar comment feed for this post.

O filme é bom mesmo. Scorsese consegue nos deixar inebriado com todo poder de Jordan Belfort. É um "funk ostentação" pra classe média alta. Agora, o desvio da realidade é tão grande e a loucura fica tão sublinhada que não tem como fazer paralelo ou tirar lições. Tudo acontece de uma forma "perfeitamente imperfeita". É o mesmo que dizer que você tirou lições de vida de "O Rei Leão" ou "Dumbo". Realmente você sai do cinema com as veias fervendo, querendo vender até a sua mãe. Por isso acho que o filme serve apenas como fator motivacional (assim como os "palestrantes boçais"). Depois de ve-lo, é melhor esperar a sobriedade voltar e por as idéias no lugar.

Eu estava lendo pelo Jornal do Empreendedor e vim parar aqui. Quanto tempo faz que não leio uma resenha de livro ou filme que vai me deixando eufórica como essa. Eu estou, de fato, com vontade de sair do trabalho e correr para o cinema!
Não gosto de filmes com cenas de sexo assim, tão na cara como você descreveu mas, se a história for tudo isso mesmo, uau, deve ser um filme para administrador nenhum botar defeito!

Ótimo post, se eu fosse você cobrava pelo marketing,kkkkk.

Gabriela,

Cai fora da empresa e voa para o cinema!!!!

O filme tem várias cenas rápidas de sexo... a mulherada vai ficar p da vida, mas vai lá!!!

Eu já escrevi dezenas de outras resenhas sobre filme. Busca no site que você encontra!

ARREBENTA!!!

Ricardo

Li o livro ano passado e ele é igualmente arrebatador.

======ATENÇÃO SPOILER======


Não vi ninguém ainda comentar isso, mas na cena final em que o DiCaprio é anunciado no curso de vendas como o "melhor vendedor do mundo e tal", quem chama ele ao palco é o VERDADEIRO Jordan Belfort.

vou na contra mão.
não gostei.
se vou vender, vou vender com honestidade, e não ludibriar pobres e ricos.
acho importante chegar no fim do dia com sentimento do bem feito, e não somente estar com o bolso cheio de dinheiro.
mesmo levando em conta que a metafora do filme foi exagerada, o que sobra não me parece um motivo de orgulho pelo resultado.

é uma lição de capitalismo mesmo, só não precisava pegar tão pesada nas drogas.

O filme é bom. O Leonardo faz uma boa atuação e escolheram uma mulher muito BOA para o papel da esposa dele. Agora precisa ter estômago forte para querer seguir os exemplos dele.
Fui.

Rssss..o filme é feito inteiramente para os EUA.
Imaginar que um otário vai comprar milhares de ações por telefone de um cara que ele nunca ouviu falar é bem coisa de americano rss...
Tente imaginar isso no Brasil e vai cair do cavalo na hora....que o digam as operadoras de TV a cabo....rss
Vale por uma única coisa...e essa realmente é o centro do filme...crie demanda...a venda é consequencia...

Foi o proprio DiCaprio que disse em uma entrevista, que o intuito do filme não é enaltecer o que foi feito, o mundo de Belford, mas de criticar e denunciar. Será mesmo que sua interpretação foi o que o diretor e produtor quiseram passar?! É um filme muito bom, mas existem clássicos filmes sobre capitalismo e essa guerra que desbancam O Lobo De Wall Street, e, quanto a cena do peixe, eu não a colocaria como épica... Enfim, é minha opinião, respeito a sua ^^ um fato do mundo capitalista que o filme descreve: é mais satisfatório para as empresas funcionárias de vendas femininas, repare na cena do Pq o Belford daria 25 mil para uma funcionária entrar na empresas, não é pela conversa mole do "eu acredito em você", mas do "eu preciso de você". Sabe pq? Eu te desafio a me responder ;D

Post a comment

Os Comentários no Blog da BIZREVOLUTION são moderados. Por favor participe da conversa com comentários construtivos. Não é porque você está escondido atrás de um teclado que você pode bancar o machão. Você PODE e DEVE DISCORDAR das nossas idéias o quanto quiser. Apenas não toleramos que você humilhe as pessoas para defender as suas idéias. Comporte-se na internet da mesma maneira que você se comportaria na frente do seu cliente mais importante. Se você tem a necessidade de bancar o troll na web, recomendamos uma terapia. O seu comentário será liberado em alguns instantes.

Se você tem uma conta TypeKey ou TypePad, por favor Sign In


BUSCA

e-news da biz

Cadastre o seu email para receber os nossos últimos artigos.


Direto das Trincheiras!


COMENTÁRIOS RECENTES

POSTS RECENTES

Você já leu o QUEBRA TUDO?